SEJA BEM VINDO AO NOSSO BLOG ESCOLAR

Nós, alunos da turma 2ª G, do Colégio Estadual Raphael Serravalle (2010), criamos este blog com o objetivo de registrar e divulgar na internet o nosso trabalho sobre o país Camarões. Esperamos que gostem!

11/06/2010

CURIOSIDADE SOBRE O PAÍS

Por que o país se chama "Camarões"?

Existe uma divergência entre o termo Camarões- usado no Brasil- e Camerun, o nome internacional. O país foi descoberto no final do século XV pelo explorador português Fernando Pó, ao passo que o explorador britânico Cameron só chegou ao local no século XIX. O português, quando esteve lá, chamou de Rio dos Camarões o atual Rio Wouri, em virtude da existência do crustáceo na região. De acordo com vários dicionários etimológicos, o termo Camerun e seus equivalentes (Cameron, Cameroon, Camarones, etc) surgiram de corruptelas ou pronúncias deformadas do português Camarões.

É uma das melhores seleções da África e do mundo, com reconhecimento internacional. Muitos de seus jogadores estão espalhados ao redor da Terra e encantam os espectadores com sua habilidade e alegria em jogar.

O maior título do futebol camaronês é a medalha de ouro obtida nos Jogos Olímpicos de Verão de 2000.

Na Copa do Mundo FIFA, seu melhor resultado foi o 7º lugar em 1990, quando surpreendeu e encantou a todos com seu futebol, principalmente o seu maior craque, Roger Milla, que aos 38 anos de idade, ainda roubava a cena.

Nos Jogos Pan-Africanos ganhou quatro medalhas de ouro em 1991, 1999,2003, 2007.

No Futebol Feminino, ganhou a medalha de bronze nos Jogos Pan-Africanos de 2003.

Venceu quatro vezes a Copa das Nações Africanas em 1984, 1988, 2000 e 2002.

Ainda destacou-se em campeonatos tais como os Jogos Centro-Africanos, a Copa das Nações Afro-Asiáticas, a Copa CEMAC, a Copa UDEAC e o Campeonato Africano de Futebol Sub-17.

LOCAIS TURÍSTICOS

O país oferece uma das paisagens mais maravilhosos da Àfrica Negra. Além de ser um mosaico de cultura e etnias. O recorrido começa em Douala e Yaoundé, a capital do país; depois se passa ao Oeste e por último à zona Norte de Camarão.

• DOUALA

É um centro econômico importante habitado por diversas etnias e além de apresentar uma estrutura social muito marcada.

Entre os lugares mais interessantes encontra-se o Museu ou os mercados da cidade, entre os que destaca o Museo de Artesanato de Camarão, com numerosos produtos artesanais, se desejar ver algo mais pitoresco. Por último, nada melhor que um passeio pelo Bosque dos Monos.

Fora da cidade, a 10 quilômetros, concretamente em N'Donga situa-se a leproseria da Bibamba que oferece artesanato de cesteria.

• LIMBE

Anteriormente conhecida como Vitória, esta cidade encontra-se a uns 80 quilômetros de Douala. Está escondida entre a exuberante vegetação. É uma cidade marcada influência britânica. Merece a pena acercar-se ao porto e ao Jardim Botânico. Também se recomenda-se dar um banho em suas praias de areia negra, como a Praia das Seis Milhas.

• MONTE Camarão

Tem uma altitude de 4.100 metros de altitude cuja cota pode-se atingir a pé durante a estação seca desde a população de Buea. dispõe de três refúgios onde pode-se fazer diversas etapas antes de lograr sua ascensão. Necessita-se obter uma permissão oficial e o acompanhamento de um guia especializado.

• YAOUNDE

É a capital do país, lugar onde mistura-se a tradição e a modernidade. Está cravada num lugar rodeado de sete colinas. Entre os edificios e grandes avenidas surgem alguns lugares tradicionais africano como o Mercado le M'foundie e os distritos de Mong-Mbi, Mong-Ada, Mokolo e Madagascar. Destaca-se como uma visita obrigatória o Monte Febe pelos suas bonitas vistas e o Museu Tibar e Bamoun, a cargo dos beneditinos. Outro dos museus interessantes é o Museu de Arte Camerunês, o Museu Nacional e o Museu de Arte Negro, no bairro Melen. Neste mesmo bairro um espetáculo digno de ver é a Missa que celebra-se aos domingos ao ar livre; há música, coros e danças africanas.

Pode-se finalizar a visita à cidade com um passeio até a Catedral e a Grande Mesquita. A Capela do Monastério está decorada com tecidos e arte tipicamente camerunês.

Aos arredores da cidade encontram-se em direção norte as Cataratas Machtigal e Monatele no rio Sanaga. Ao sul as Cascatas de Ebogo sobre o rio Nyong e as Grutas Pigméias de Akok-Bekoe e Villa Carce.

• O OESTE DE Camarão

Entre o mais destacado desta zona aparecem as grandes plantações de bananas e os vulcões apagados como o Bamboura e Manengouba.

Toda esta zona disfruta de um clima temperado e é rica em vegetação. É a zona mais povoada de Camarão por ser a mais rica. Está habitada pelo povo Bamileke, um grupo muito empreendedor e comerciante.

Pode-se fazer uma visita à Missão de Babete que encontra-se a 4 quilômetros da cidade para penetrar na selva.

• DSCHANG

Encontra-se a 1.400 metros de altitude. Na cidade pode-se realizar uma visita ao Mercado, mas o melhor é entrar-se na selva e poder desfrutar com as esplêndidas Cataratas de Mamy-Wata e a Cascata da Lenguam. Todo o vale está rodeado de belos acantilados.

• FOUMBAM

É a sede do sultanato Bamoum e seus atrativos estão relacionados com este. Dispõe de dois museus, o Museu do Palácio do Sultão que pode ser visitado às vezes e o próprio Palácio. Outro museu muito interessante é o Museu de Artes e Tradições. São muito chamativas as casas tradicionais e a praça.

Nos mercados da cidade pode-se comprar numerosos artigos de artesanato como as pipas de barro, objetos realizados em bronze, etc.

• BAMENDA

Nesta bonita cidade pode-se comprar algumas coisas na Cooperativa de Artesanato onde se fabrica cerâmica, cesteria e instrumentos musicais.

O mais singular é a Rota da Selva onde tem-se a possibilidade de ver ao vivo os costumes de seus habitantes.

• N'KONGSAMBA

É uma região montanhosa que sobressai por ter sido a antiga capital dos Bamileke.

• KEKEM

É uma visita obrigatória para desfrutar da natureza selvagem. O percurso se faz através de plantações de café, cacau e bananas até chegar a umas pendentes que atingem os 80 metros de altitude e conhecidas como as Pendentes de Ekom. Pode-se fazer uma caminhada desde o povo de Bayou.

• BAFOUSSAM

Aqui pode-se visitar a fábrica de café e conhecer todo o processo que segue para sua elaboração. É uma cidade relativamente nova em pleno desenvolvimento, muito comercial e animada.

• KRIBI

Na cidade há umas praias muito bonitas como as de Costa Branca, Cocotier Plage e Londje. Também pode-se viajar, a 7 quilômetros da cidade, para descobrir Cataratas da Lobe, umas espetaculares cataratas que caem diretamente do mar.

• O NORTE DE CAMERÚN

É a zona mais chamativa de Camarão pelos suas atrativas cidades muçulmanas Marona e Garona.

• N'GAONDERE

Deve visitar o Mercado Grande que está dedicado principalmente ao artesanato local, e o Mercado Pequeno onde pode-se encontrar tudo o que se busque. Além das visitas ao Palácio do Lamido e a Grande Mesquita.

Próximo a cidade encontram-se as Cataratas de Tello e os Lagos do Cráter. Uma excursão recomendada é a subida ao Monte Daran, chegando até o própria cume.

• GARONA

É o país dos bororos, um povo nômade conhecido pelas jóias feitas em ouro que adornam suas cabeças. A zona oferece paisagens muito chamativas e reservas naturais como a Benoue ou o Faro. Aos sábados tem lugar um animado mercadinho.

• MAGA

Casas dos pigmeus

A uns 80 quilômetros de Marona encontra-se esta cidade que é a entrada sul ao Parque de Wasa. Muito perto está o pequeno povo de Pons, que é a fronteira com o Tchad, fazendo de linha fronteriça o rio Logone.

É um lugar ideal para o safari fotográfico, pois em suas praias de fina areia vivem numerosas aves.

Os pigmeus dos Camarões conservam mais tradições que os de Angola. Pode-se ver pelas suas casas. As casas dos pigmeus de Angola eram de madeira, e embora fossem humildes, tinham uma aparência bastante boa. As casas dos pigmeus Baka.
  • Casas dos pigmeus
  • Casas dos pigmeusCasas dos pigmeusCasas dos pigmeusCasas dos pigmeusCasas dos pigmeus

Bosque dos pigmeus Baka
Os pigmeus Baka vivem num ambiente mais que priveligiado. As aldeias encontram-se imersas nuns bosques únicos e lindíssimos, nos quais se podem encontrar todo o género de árvores, arbustos, flores, etc. A cor predominante destes bosques em Camarões.

Bosque dos pigmeus BakaBosque dos pigmeus BakaBosque dos pigmeus BakaBosque dos pigmeus BakaBosque dos pigmeus BakaBosque dos pigmeus Baka


Entretenimento em Camarões


Camarão oferece muitas alternativas para divertir-se como por exemplo percorrer os Parques Nacionais e as Reservas Naturais de grande beleza paisagística e riqueza natural. O país também oferece a possibilidade de praticar esportes aquáticos e de montanha, além de realizar grandes caminhadas.
Camarão conta com cidades típicas africanas e também coloniais onde se aprecia o cruzamento de culturas: o exotismo africano e a modernidade européia.

Mídia

A liberdade de expressão é bastante restrita em Camarões. O governo exerce controle acirrado sobre a mídia local. Não há emissoras privadas de televisão.
Leis contra a publicação de notícias incorretas são usadas para restringir a atividade da imprensa. Jornalistas são presos por infringir a legislação.

9 comentários:

  1. a dorei ese pais si tiverse uma oportunidsde nao pensaria duas veses a nao ser camaeoes

    ResponderExcluir
  2. GOSTEI MUITO DESSE PAÍS SE PUDESSE IRIA VER DE PERTO ESSAS MARAVILHAS.

    ResponderExcluir
  3. nois, ajudo mto MANOO ! çç Tmj

    ResponderExcluir
  4. é exatamente o q presciso pra falar sobre wesse pais e olha q to no 7ºano e meu trabalho ´sobre a mesma coisa

    ResponderExcluir
  5. Preciso saber se lá existem desertos e se tem algum tipo de papel especial para poder fazer a confecção da bandeira de Camarões.Trabalho do 6º ano

    ResponderExcluir
  6. capital idioma e continente?

    ResponderExcluir